Portugal City Race

Cabroelo simbolo

Penafiel City Race 2017 – A prova vista por mim

0

Realizou-se no passado domingo dia 25 de Junho a segunda edição do Penafiel City Race, prova pontuável para o Circuito Nacional, Portugal City Race. Esta prova foi organizada pela Associação Desportiva do Cabroelo.

Quanto a minha participação, cometi um erro no ponto 17º que me fez perder cerca de 30 segundos (entrei na escada errada), de resto apenas cai na ratoeira do ponto 11º (ponto estava num nível inferior e eu não antecipei). No final fui 1º classificado em VET 1.

Mapa trak (DOMA)

GD4C_2

Vila do Conde City Race 2017 (a prova vista por mim)

0

Video da minha prova.
Para o primeiro ponto de controlo a opção que aparece no mapa esta errada, o filme termina no ponto de controlo Nº 24 por erro de produção.

GD4C_2

Vila do Conde City Race 2017

0

Realizou-se no passado Sábado dia 29 de Abril de 2017 o Vila do Conde City Race, a 3ª etapa do circuito Portugal City Race.

Fui até Vila do Conde com o intuito de treinar e preparar-me para o campeonato nacional de sprint que se avizinha, e como gosto de fazer publicidade a Orientação levei a gopro para poder filmar a minha prova. Infelizmente e por me ter esquecido do relógio em casa (a trak do relógio é essencial para poder fazer o filme da prova) esta prova esteve longe de ser uma boa prova em termos técnicos, pois o facto de me ter esquecido do relógio pesou-me na consciência durante a maior parte da prova o que fez que eu corre-se desconcentrado e cometesse alguns erros de na leitura da sequência dos pontos de controlo.

Resumindo, esqueci-me do relógio mas emprestaram-me um, fui para a partida desconcentrado, não iniciei a gravação ao mesmo tempo que o relógio, arranquei e não levei sinalética extra, tudo isto dá um atleta a correr de mapa na mão e a tentar colocar as ideias em ordem mas a não conseguir, de tal maneira que ia passando o primeiro ponto de controlo.

Durante a prova e já depois do cansaço começar a aparecer, do 9º para o 10º ponto de controlo e já a meio da pernada decidi ir em direcção ao ponto 19º só depois corrigi para o 10º, para piorar a situação do 10º arranquei em direcção ao 14º ponto de controlo só já perto desse ponto é que reparei no erro e rectifiquei a opção. Já do 18º para o 19º ponto de controlo naveguei em direcção ao 6º ponto de controlo tendo que voltar a rectificar a pernada. Para finalizar do 19º para o 20º ponto de controlo, por erro no traçado de percurso (o traço esconde metade da rua) pensei que o 20º ponto de controlo estava numa rua sem saída e por isso a opção seria sempre dar a volta e atacar o ponto de oeste para este, mesmo assim falhei as escadas junto ao ponto 10º e resolvi dar a volta pela zona sul do ponto, mas a meio da pernada decidi arriscar e entrar pela rua escondida pelo traço da pernada e acabei por não perder muito tempo nessa pernada.

No final e mesmo com estes pequenos erros de opções acabei por vencer a prova, fiquei triste pela má exibição técnica mas super satisfeito por ter feito a prova toda a correr o que nunca tinha acontecido desde que fui operado ao tendão de aquiles.

Da parte da tarde realizou-se um super sprint, prova da qual falarei depois.

Mapa com o percurso no DOMA

amigos_da_montanha_-_logo

Esposende City Race 2017 – vídeo da prova VET 1

0


1ª etapa do circuito nacional city race

Ori-Estarreja

Aveiro City Race – a prova vista por mim

0

Ir ao Topo