Longa qualificação 1, resultados;

M35 – Ricardo Oliveira – 38º

M40 – Joaquim Sousa   – 4º

M45 – João Casal          – 11º

M45 – José Bolrão         – 46º

M50 – José Fernandes  – 18º

M55 – Rui Antunes      – 32º

D40 – Ana Casal          – 41º

M14 – João Casal (Jun) – 8º

José Fernandes: O Joaquim Sousa decidiu fazer “gazeta” para jogar uma partida de sueca e pôs-me a mim a escrever sobre o dia de hoje, no qual decorreu a primeira prova de qualificação para a final de Distância Longa no mapa de Ottofels.

Depois de duas provas de Sprint bastante acessíveis, que colocou a auto-estima da delegação portuguesa num patamar muito elevado, em vários casos, fomos obrigados a descer de novo à terra e a conviver com a dura realidade que é para nós executar os percursos planeados e enfrentar o nível competitivo desta competição.

Sobre o terreno, o mapa e os percursos, só posso dizer que proporcionaram uma competição de grande qualidade à qual todos resistimos com maior ou menor dificuldade, tendo alguns praticamente garantido a qualificação para a final A, e outros que com uma boa prova amanhã poderão também lá marcar presença, havendo também elementos que por circunstâncias várias comprometeram bastante esse objectivo.

Mas desenganem-se os que pensam que isto não foi mesmo complicado, pois até deu para o grande campeão Jorgen Martensen fazer um mp e estar fora da final.

Para terminar diria que o ambiente continua bom e amanhã na segunda prova de qualificação da Distância Longa, penso que as coisas poderão ir ao encontro das aspirações que nesta fase cada um de nós ainda acalenta.

 

Joaquim Sousa: Já acabei a sueca e já posso falar do dia de hoje também, ainda por cima perdi a jogar contra o Antunes e o Bolrão, por isso este relato vai sair meio a quente…

Depois do relato do José Fernandes, só me resta falar do terreno e da minha prova, prova que aproveitei para rolar (pulsação média 150), e não comprometer o meu apuramento para a final.

Quanto ao terreno, posso dizer que foi uma surpresa “muito” agradável, depois do model event de ontem, estava a espera de um terreno mais fácil, quer técnico quer físico.

Quando iniciei a minha prova, percebi que afinal isto não ia ser nada fácil, uma clareira no meio da vegetação densa, isto ia ser muito complicado, mesmo assim não tive dificuldade a dar com o ponto, o mesmo não posso dizer do acesso até lá, neste mapa, tudo que fosse “verde claro” era de evitar, pois com os pinheiros muito juntos e com os ramos até ao chão, a grande dificuldade era mesmo a progressão, por isso para o 3º ponto de controlo, tentei ir ao caminho do limite do mapa o mais rápido possível, mas com a dificuldade em progredir, o azimute saiu-me completamente errado e a perda tempo nessa pernada foi imenso.

Até final o problema foi sempre o mesmo, a progressão, mas alguns pontos de pedras no meio da vegetação densa, ainda tornou a prova mais difícil, tive pequenas hesitações em alguns pontos, e um grande erro no ponto 14º, que tudo somado me colocou em 4º lugar na minha serie, mas a mais de 8 minutos do vencedor.

Mapa da Qualificação 1 Da distancia Longa (DOMA)

M40-1 (49) 9,0 km 255 m 22 C
Pl Name YB Club Nation Time
1 Bousser Sébastien 72 CSLG MELUN FRA 1:09:25
2 Risto Haikonen 68 Anttolan Urheilijat FIN 1:10:41
3 Markus Hotz 72 OL Zimmerberg SUI 1:14:11
4 Joaquim Sousa 70 Portugal O Team POR 1:17:55
5 Blair Trewin 71 Yarra Valley OC AUS 1:19:32
6 Ivaylo Ivanov 71 BEGUN BUL 1:20:41