Como todos sabem, a alguns anos que me ando a queixar do facto de ter varias calcificações no tendão de aquiles (pé direito) e de não conseguir treinar em condições, com o passar dos anos e com a carga de treino, a situação foi piorando, sendo que este ano foi impossível cumprir o plano de treino e assim fazer uma melhor prestação no WMOC.

Sendo assim, resolvi tentar um tratamento de ondas de choque, ou este tratamento ou ser operado, mas a situação não pode é continuar assim. Já fiz fisioterapia, mas o problema continua, enquanto o tendão tiver a calcificação.

Por isso neste mês de Agosto fui a uma clínica em Rio Tinto (Porto) e comecei os tratamentos, já fiz dois (de três), sendo que o terceiro será na próxima terça feira.

Durante o resto do mês de Agosto e todo o mês de Setembro não irei competir, apenas irei treinar ligeiramente, sendo que apenas um mês depois do ultimo tratamento começarei os treinos a serio, caso a lesão seja debelada.

Segue alguns artigos que pesquisei na internet sobre as ondas de choque.


Tratamento Por Ondas de Choque em Ortopedia

A Terapia Por Ondas de Choque (radiais ou focais) é uma nova modalidade de tratamento para os pacientes com problemas músculo-esqueléticos.

Iniciamos esta prática em 1999 após estágio em centros de tratamento na Alemanha nas universidades de Munique e Heidelberg onde já é utilizada desde 1990.

Existem vários modelos de máquinas que, por trabalharem com diferentes intensidades da onda aplicada no local de tratamento, podem tratar lesões musculares, tendinosas ou ósseas.

Participamos ativamente de um grupo médico denominado Sociedade Brasileira de Terapia Por Ondas de Choque / SBTOC
(www.sbtoc.org.br) formado em 2001 por ortopedistas brasileiros promovendo cursos e participando de congressos de ortopedia nacionais e internacionais.

Como funciona ?

Não se trata de um choque elétrico, mas sim de um impacto mecânico.

As Ondas de Choque são um tipo de energia mecânica que penetra no tecido lesado e provoca um fenômeno chamado cavitação, onde microbolhas se rompem provocando como microrupturas no tecido inflamado, determinando a liberação de substâncias antiinflamatórias locais e também estimulando um aumento na microcirculação local .

Este aumento de nutrição no local antes fibrosado leva a uma progressiva cura natural do processo inflamatório-degenerativo.

Podemos controlar a intensidade da energia com que as ondas de choque atingem o local a ser tratado. Quando utilizamos baixa energia produzimos alívio da dor e relaxamento muscular, quando se utiliza média energia ocorre a reparação tecidual e com alta energia pode ocorrer a estimulação óssea.

As ondas apenas atuam em tecidos lesionados e não causam nada em tecidos normais.

Como é o tratamento ?

O tratamento é ambulatorial, não necessita internação ou anestesia a não ser para alguns casos de tratamento ósseo.

Realizamos de 3 a no máximo 6 sessões com intervalo de uma semana entre cada aplicação. São aplicadas 2000 ondas em cada sessão nos locais lesionados.

Terapia por Ondas de Choque

A Terapia por Ondas de Choque é uma nova técnica utilizada no tratamento das seguintes indicações: dores no cotovelo (epicondilite), dor após sobrecarga no joelho (joelho de saltador), calcificação do tendão do ombro (ombro doloroso), e dor da inflamação no tendão de Aquiles. Indicações que seriam difíceis de tratar com fisioterapia convencional.

O que acontece durante o tratamento com a Terapia por Ondas de Choque?

Durante a terapia por Ondas de Choque, uma onda acústica de alta energia é transportada até aos tecidos músculo-esqueléticos, fibroses e pontos dolorosos. Este processo origina uma cascata de efeitos benéficos, tais como aumento da neovascularização, reversão da inflamação crónica, estimulação do colagénio e dissolução de fibroblastos calcificados.

Benefícios do tratamento com a Terapia por Ondas de Choque:

  • A Terapia por Ondas de Choque tem uma excelente relação custo/efectividade.
  • Solução não invasiva para a sua dor crónica no ombro, costas, calcanhar, joelho ou cotovelo.
  • Nova tecnologia com efeitos médicos comprovados; efectiva em mais de 80% para algumas indicações.
  • Sem anestesia e sem medicamentos.
  • Sem efeitos secundários.
  • Principais especialidades médicas: ortopedia, reabilitação e medicina desportiva.