Contra Relogio

Corrida Contra Relógio Escadórios do Bom Jesus do Monte – Braga 2018 (1ª etapa)

0

Depois de nos últimos dois anos, por incompatibilidade de competições só ter participado em duas etapas, uma etapa em cada ano, este ano consegui participar na 1ª etapa, e pelo calendário que vi, apenas não deverei participar em uma das quatro etapas.

Ontem dia 06 de Janeiro foi a 1ª etapa, e embora me tenha sentido um pouco cansado, consegui ser 2º classificado em VET 40 anos, e 3º tempo na geral.

Em relação as minhas participações anteriores, (4,58 em 2016 e 4,49 em 2017), desta vez consegui fazer um pouco melhor, 4,42 e pela primeira vez fiquei em lugares de pódio.

Este evento é realizado em quatro etapas, sempre ao sábado, 06 de Janeiro, 24 de Março, 30 de Junho e 6 de Outubro, a competição é subir os Escadórios do Bom Jesus do Monte – Braga em contra relógio, este escadório apenas tem 566 degraus, 615 metros de cumprimento com 116 metros de desnível.

Link para a pagina do evento AQUI

Obrigado a Serfisio Barcelos pelo apoio, e como podem ver esta a ser excelente, com a possibilidade de conseguir treinar cada vez com menos dores a minha subida de forma esta a ser constante. 

feliz-natal-mensagens_1304043058_0559

Época 2017 – Rescaldo Desportivo

0

Antes de mais quero agradecer a todos pelo apoio que demonstraram durante esta época de 2017, não foi um ano fácil em termos físicos, mas o vosso apoio tornou tudo mais simples e assim consegui alcançar todos os objectivos desportivos a que me propus no início da época. O meu obrigado a todos, sem excepção.

Objectivos,

1) Poder fazer o máximo de provas possíveis da Taça de Portugal de Orientação Pedestre, e se possível correr sem dores no tendão operado já la vão três anos.

2) Conseguindo treinar e competir sem (muitas) dores.

3) Conseguir o máximo de títulos possíveis no meu escalão (H45). (não participei nos Campeonatos  Longa e Sprint)

4) Participar no máximo de provas do circuito Portugal City Race.

5) Participar no Circuito City Race Euro Tour e conseguir fazer no mínimo quatro etapas (mínimo de etapas que contam para o ranking final). Felizmente consegui fazer as quatro etapas, Paris – 1º class. Porto – 2º Class. Barcelona – 1º class e Bilbao – 8º class.

Enfim, tudo que me propus para 2017 consegui fazer, e consegui fazer com êxito, embora a parte da dor no tendão ainda esteja longe de ficar ultrapassada.

Vencedor da Taça de Portugal de Orientação Pedestre em H45.

Campeão Ibérico em H45.

Campeão Nacional de Distancia Media em H45.

Vencedor do Circuito “City Race Euro Tour” em VET1.

Vencedor do Circuito Portugal City Race em VET1.

Só me resta “voltar” aos agradecimentos.

Obrigado Serfisio – Barcelos pelo apoio físico e moral e pelo apoio na inscrição de algumas provas de Orientação e trail, não esquecendo o principal que é a minha recuperação, foi fundamental nos títulos alcançados. Estamos juntos para 2018, obrigado.

Obrigado ao Joaquim Pinto – Artesão de Barcelos e de Galegos Santa Maria, pelos mimos que foram os galos com íman que eu tão orgulhosamente entreguei em, Londres, Porto, Barcelona e Bilbau, galos que “voaram” para Inglaterra, Espanha, Japão, Peru, Mexico, França, Bélgica, Portugal, Brasil, e Cuba.

Obrigado a “família” COC pelo apoio incondicional.

Obrigado aos Jornais, Barcelos Popular, Jornal de Barcelos e Correio do Minho, pela divulgação das noticias.

Um Obrigado Especial ao Jornal Online “Barcelos na Hora” pela incansável divulgação dos meus resultados e pela excelente divulgação de todo o desporto em geral.

Só me resta desejar a todos Boas Festas e um 2018 cheio de Vitórias.

Logo CPOC

Campeonato Nacional Absoluto 2017

0

Realizou-se nos passados dia 01, 02 e 03 de Dezembro na zona de Mora e Pavia (não se fizeram num dia, kkkkkkkk), o Campeonato Nacional Absoluto em Orientação, este evento esteve a cargo do CPOC – Clube Português de Orientação e Corrida.

O Campeonato Nacional Absoluto é todos os anos a ultima prova de Orientação Pedestre a contar para a Taça de Portugal, é também a prova onde todos os atletas competem entre si, independentemente da idade (escalão), para isso há um apuramento entre todos os inscritos que se conseguirem ficar entre os 60 melhores tempos, avançam para a final, havendo a Final Masculina e a Final Feminina.

Com um fim de semana de tres dias, na sexta feira dia 1 foi organizada uma prova de distancia media que apenas contou para a Taça de Portugal. Eu já com o ranking ganho participei apenas para cumprir calendário, conseguindo mesmo assim o segundo lugar em H45.

Fiz uma boa prova, mas fiz algumas opções para poupar forças (tentei evitar as subidas), por isso o 2º lugar foi muito bom.

Mapa Cabeção trak (DOMA)

No Sábado dia 2 foi o dia da prova de apuramento para a final de Domingo, por isso tentei fazer uma prova sem erros e ao mesmo tempo tentei poupar-me fisicamente pois o importante não era vencer mas sim ficar entre os 60 melhores tempos entre todos os escalões de competição.

Comecei a prova descontraído mas ao ponto 4º fiz um erro grande que me custou mais de 1 minuto, isso não me abalou mas mesmo assim falhei o azimute e perdi mais de 30 segundos no ponto 7º, mas o pior estava para aparecer, nos pontos 11º e 12º entrei em desgaste e tive dificuldade em concentrar-me, mas depois consegui recuperar e depois de beber agua antes do ponto 14º fiz o resto da prova sempre a 100%.

No final voltei a ser 2º no escalão e fui apurado para a final com o 29 tempo.

Apuramento - Monte da casa branca – Oeste – Trak (DOMA)

Resultado – aqui

No Domingo dia 3 foi dia da Final, as minhas expectativas era apenas fazer uma prova sem erros e ajudar o COC no colectivo, pois sabia perfeitamente que individualmente não estou em condições de competir em pé de igualdade com os nossos elites e alguns jovens.

Fiz uma prova boa, sempre seguro e com boas referencias, não vi a passagens na rede na pernada para o 5º ponto (não sei porque marcam passagens no mapa quando há uma passagem na rede que não marcaram). Passei o loop sem dificuldade e só borreguei (perdi tempo) no 27º ponto.

No final fiquei em 14º na geral (pena não ter dado para vencer por equipas).

Resta-me dar os Parabéns aos vencedores, Pedro Nogueira (ADFA) e Helena Lima (COC).

Final – Mapa Monte da casa branca – Leste – Trak (DOMA)

Resultados aqui

OriMondegologo

Troféu Ori Mondego 2017

0

Realizou-se no passado sábado dia 18 de Novembro de 2017 o Troféu Ori Mondego em orientação, prova da Taça de Portugal de Orientação Pedestre.

Depois de muitas provas de cidade (city race), voltei a floresta, e a diferença foi sentida, principalmente para perceber como me orientar na floresta. Foi por isso que me perdi completamente por duas vezes, e se na segunda vez foi por falta de verificação da bússola (azimute, a primeira foi logo para o primeiro ponto de controlo (não vi o triângulo de partida e na zona inicial os caminhos no terreno eram mais que no mapa.

No computo geral da minha participação, valeu o segundo lugar na geral a 1 segundo do vencedor.

COBI

Bilbau City Race 2017 – A prova vista por mim

0

Realizou-se no passado Domingo dia 12 de Novembro o “Bilbau City Race 2017″, sétima e ultima etapa do circuito, City Race Eurotour 2017, evento bem organizado pelo COBI (Club de Orientacion Bidea.

Desloquei-me o fim de semana a Bilbau com o intuito de conseguir o objectivo a que me propus no inicio da época que era ficar no top tres do circuito, e para isso acontecer só precisava de terminar esta etapa classificado, sendo que um resultado bom me daria o titulo.

Sendo assim fim uma prova boa, sem grandes erros e apenas com algumas distracções que poderiam ser graves caso não confirmasse os códigos nos pontos de controlo.

A organização esteve bem na elaboração dos percursos e na localização da arena. a ser montada nas imediações do Guggenhein o que veio dar outra classe ao evento, mas pecou com a quantidade de estradas proibidas, o que fez com que os batoteiros tirassem partido da situação e não cumprissem as regras ao atravessarem as ruas sem ser nas passagens obrigatórias, para isso basta ver os parciais do 9º para o 10º ponto de controlo (ponto onde perdi mais de 3 minutos para o melhor parcial).

Em jeito de conclusão, consegui o objectivo que foi ser Campeão do Circuito em VET 1 (mesmo tendo sido 8º nesta etapa).

Ir ao Topo